Tumores – Câncer

Os tumores urológicos estão entre os mais frequentes nos homens e mulheres. Todos já ouvimos falar sobre câncer de próstata, mas outros tipos de tumores também são tratados pela Urologia: Câncer de bexiga, câncer de rim, câncer testicular, câncer de pênis, entre outros.

 

Câncer de próstata

O Tumor na próstata é o 2º câncer mais comum nos homens. Trata-se de uma doença complexa e com diversas opções de tratamento. Dentre elas, o tratamento cirúrgico é um dos mais difundidos. Antigamente a cirurgia era realizada por um grande corte na barriga, mas hoje apenas alguns furos são necessários nas técnicas minimamente-invasivas (laparoscópica e robótica). Terapias focais como o HIFU (High Intensity Focal Ultrasound) vêm ganhando espaço e sendo motivo de estudos. O mais importante é o diagnóstico precoce nesta doença, e por isso a avaliação de rotina no urologista é tão importante. 

 

Câncer de bexiga

Os tumores na bexiga são outro tipo de câncer muito comum em homens e mulheres. Muito relacionado com o tabagismo, costuma se apresentar com sangramento na urina (hematúria). Também é comum ser encontrado como achado de exame durante um exame de ultrassonografia de rotina. O tratamento deste tipo de tumor costuma se iniciar com cirurgia endoscópica, sendo na maioria das vezes resolvido quando encontrado no início. Sendo assim, é muito importante passar por avaliação caso tenha sangramento na urina.

 

Câncer de Rim

Os tumores renais cada vez mais vem sendo diagnosticados cedo, principalmente por achados acidentais em exames por outros motivos. O tratamento é cirúrgico na maioria das vezes, sendo realizado por técnicas minimamente-invasivas para evitar cortes no abdome. Sintomas são raros e normalmente só aparecem em tumores maiores. A cirurgia é muito efetiva para tratamento e cura da doença. 

 

Câncer de testículo

Comumente encontrado em adultos jovens, o tumor de testículo se apresenta por um nódulo testicular de rápido crescimento, normalmente endurecido e indolor. A avaliação deste tipo de queixa deve ser realizada o mais rápido possível pela velocidade de crescimento desta doença. O tratamento cirúrgico é mandatório e, quando no início da doença, tem alto potencial de cura.